Posts Tagged ‘ balão ’

Balões Unidos!

Falar em balões é estranho. O interessante mesmo é reparar nos balões unidos, montados e formando uma idéia pré concebida. É impossivel falar em balões sem observar a cor, o brilho e alegria estampada na face daqueles que estão presentes numa festa de aniverário.

É, voces já podem reparar que fui numa festa de aniversário neste sábado. Foi uma festa simples, porem muito calorosa. Fui bem recebido pela anfitriã da festa e sua família. Tudo correu bem, cercado de amigos, música boa (e bota boa nisso!), mas a percepção das coisas mudaram logo que observei os balões: Coloridos, cheios de vida e unidos. Sim, unidos! Foi aí que percebi que por menor que seja o vínculo de uma coisa com a outra, aquilo já é suficiente para torna-los algo unico, como um balão amarrado ao outro.

Pode parecer piégas, mas muitas vezes na correria do dia-dia deixamos de observar coisas desse tipo, que poderiam fazer muita diferença no modo ao qual tratamos as pessoas ao longo da nossa vida medíocre. Não custa nada dar bom dia ao motorista do ônibus, por exemplo, ou um oi simpático com a pessoa que está na sua frente na fila do banco. Palavras como bom dia, boa tarde, boa noite, comprimentos a sua família não deveriam nos faltar no nosso quadro de hábitos educacionais. Um balão pode ser a tristeza de muita gente, o padre que se foi, um incendio provocado por balões, mas ao observar os balões passei a sentir que deveria dar mais valor aos meus amigos, aos meus pais e a minha família de modo geral. Senti que todo o legado que deixarei no mundo permanecerá vivo enquanto eles estiverem vivos, enquanto pensarem em mim como pessoa, amigo, filho, irmão.

No inicio do post eu havia dito que pensar em balões é estranho, e é verdade! Imagina sentir tudo isso numa festa de aniversário? Todos celebrando e voce lá, olhando para os balões e tudo isso passando na sua cabeça? Agi normalmente enquanto pensava, mas era impossível continuar o mesmo depois de tanta informação. De todas as coisas que uso, minha expressão é a mais importante. Acredito que eu tenha socializado mais com as pessoas naquela festa, conversei com todos, sobre diversos assuntos, acho até que tirei a ferrugem do cérebro! Recomendo a todos irem a uma festa de aniversário e apenas sejam voces mesmo.

Já dizia Publílio Siro que  “Uma união permanente é o coração que faz, não o corpo”

 

 

Abraços