Posts Tagged ‘ conselho nacional ’

A Guerra das Luzes

*Matéria publicada no blog Carro e tecnologia, solicitada pela professora: Laura Seligman – Jornalismo digital – UNIVALI  * Publicada em 21 de junho de 2011

 

Luz azulada, longo alcance, menor consumo de bateria. Esses são alguns benefícios que só quem utiliza a lâmpada de xenônio pode desfrutar. Mas a resolução 384/2011 do Conselho Nacional de Trânsito – Contran proibiu a circulação nas estradas, ruas, vias e avenidas brasileiras.

A resolução foi emitida no último dia 2 de junho, mas começou a vigorar somente a partir do ultimo dia 7, data da sua publicação no diário oficial.

Em entrevista por telefone ao Carro & Tecnologia, o especialista em transito Rogério Farias afirmou que o principal argumento do Contran para a proibição é que grande parte dos carros não tem dispositivo de regulagem de altura dos faróis, o que prejudicaria os motoristas que trafegam no sentido oposto podendo, inclusive, causar acidentes.

E você motorista, o que acha desta guerra de luzes?!

Escute aqui a opinião de alguns motoristas!

Este é o retrato da divisão dos motoristas brasileiros em relação ao assunto, alguns concluem que o xenon não deveria ser proibido pois solucionaria problemas de baixa visão noturna, daria uma visão expandida da pista de tráfego possibilitando uma resposta imediata em caso de obstáculos a frente, etc. Outros motoristas já são absolutamente contra, afirmando que o xênon pode sim causar acidentes aumentando as estatísticas, gerando gasto público, desconforto na direção, entre outros.

Afinal, quem pode usar?

De acordo com o texto da resolução, está proibida a instalação de fonte luminosa de descarga de gás, xênon, em veículos automotores. A medida autoriza, porém, que veículos que já saiam de fábrica com as luzes de xênon a continuem a utilizar o equipamento e façam a substituição das lâmpadas quando houver necessidade. Até o momento, era permitido realizar modificações no sistema de iluminação desde que o veículo passasse por uma inspeção e recebesse um Certificado de Segurança Veicular (CSV).

Para os modelos equipados com luzes de xênon e que tenham a autorização CSV, a nova medida permite o uso do equipamento até a data do sucateamento do veículo, e desde que o componente esteja em conformidade com a resolução 227, de 2007, que trata a questão dos sistemas de iluminação nos automóveis.

    As outras proibições da resolução incluem como proibição a utilização de rodas e/ou pneus que ultrapassem os limites externos dos para-lamas do veículo; o aumento ou diminuição do diâmetro externo do conjunto pneu-roda; a substituição do chassi ou monobloco de veículo por outro chassi ou monobloco, nos casos de modificação, furto e/ou roubo ou sinistro de veículos, com exceção de sinistros em motocicletas e assemelhados e a alteração das características originais das molas do veículo, inclusão, exclusão ou modificação de dispositivos da suspensão.

    Atenção voce motorista que está fora da linha: Quem for pego com esse tipo de iluminação veicular, ou seja, sem estar dentro das novas normas terá de desembolsar o valor de 127,69 reais e ainda terá cinco pontos descontados da sua CNH.